sábado, 8 de agosto de 2015

Como estranhos

Como estranhos 



Depois daquela noite nada foi como era antes.
Era como se a gente nunca tivesse trocado nenhuma palavra, um sorriso ou uma risada.
Eu me senti como a pessoa mais insegura do mundo, talvez eu fosse.
Queria te explicar tudo que eu estou sentindo, é tão confuso... Faz tempo que não sinto isso por alguém.
Faz tempo que eu não me sinto a garota mais idiota do mundo, talvez eu seja.
E nesses versos sem sentindo percebi que você me faz trasbordar. 


Escrito por Daniella Alessandra, 08/08/2015 

escrevendo só pra passar o tempo e desabafar não era pra ser nada bom.